sábado, 17 de dezembro de 2011

As nossas histórias de Natal


Um Natal Feliz

    O Diogo vivia ao pé do João. O João vivia muito pobre, o pai não tinha trabalho.
    Então, o Diogo falou com os pais. Perguntou-lhes se podia convidar o João a e família para passar a noite e o dia de Natal com eles. Os pais concordaram e o Diogo foi a casa do João e convidou-os. Eles aceitaram e foram passar o Natal com eles. Levaram o pouco que tinham: um presépio feito de madeira que o senhor Joaquim, pai do João, tinha feito. Todos gostaram muito.
    Foi um dia muito feliz, cheio de alegria, boa vontade, esperança, doação e agradecimento.
Manuel

    Eu gosto muito do Natal e do pai Natal porque ele traz muitos presentes e alegria.
    Eu, no último Natal, pedi ao Pai Natal um jogo da Wii para mim e para o meu irmão. Mas, no dia de abrir as prendas, não estava lá o meu pedido. Estavam alguns brinquedos, alguma roupa que eu precisava, e também uma carta do Pai Natal a pedir desculpa por não ter o jogo que tanto pedi. O Pai Natal escreveu: “ Em vez disso dou-te uma casa cheia de alegria e toda a família junta.”
    Eu adorei muito porque aprendi que o importante é estarmos todos unidos!
                                                                                    Fábio

A Catarina e o menino perdido

    Numa manhã de dezembro muito fria, a Catarina acordou e estava a nevar. Levantou-se, vestiu-se à pressa e foi brincar para a rua muito contente e feliz. De repente, olhou e viu um menino a chorar.
    - Porque estás a chorar?
    - Porque eu tenho frio, não tenho comer e ninguém me quer.
    - Não estejas triste. Vem comigo que eu dou-te comida e roupa. Podes ficar na minha casa para sempre. Eu vou pedir à minha mãe para ficares lá a dormir.
    Os dois meninos, dirigiram-se para casa da Catarina e falaram com os pais. Eles disseram logo que ficavam com o menino.
    - A tua mãe é muito simpática e o teu pai também. Eles deixam-me ficar na tua casa. Que bom!
    O menino ficou com a Catarina e passou o Natal mais feliz da sua vida.
                                                                                Catarina


O Pai Natal no Hospital

    Era uma vez um Pai Natal tão gordo, tão gordo que ao subir a chaminé caiu, partiu o nariz e teve que ir ao Hospital. Coitado deste Pai Natal!
Tiago Reis


 O meu Natal

    Eu gosto muito do Natal porque junto a minha família toda. É uma altura muito importante para mim, pois, o meu pai faz anos e Jesus também. No dia 24 de dezembro fico muito feliz porque vou jantar à casa da minha avó com a minha família. À meia noite vamos abrir as prendas. No Natal como muitas coisas doces.

André
Um lindo pinheirinho de Natal

    O pinheirinho de Natal estava na sala, muito enfeitado com muitas fitas, bolas, sinos e uma estrela grande no topo. Junto ao pinheirinho havia uma cabana que tinha lá dentro o menino Jesus, os seus pais, a vaca e a ovelha.

Benedita

História de Natal da Cátia e da Andreia




Presépio tradicional da nossa escola
Ao menino Jesus

Hoje é dia de Natal
Mas o menino Jesus
Nem sequer tem uma cama,
Dorme na palha onde o pus.

Recebi cinco brinquedos
Mais um casaco comprido.
Pobre menino Jesus,
Faz anos e está despido.

Comi bacalhau e bolos,
Peru, pinhões e pudim.
Só ele não comeu nada
Do que me deram a mim.

Os reis de longe trazem
Tesouros, incenso e mirra.
Se me dessem tais presentes,
Eu cá fazia uma birra.

Às escondidas de todos
Vou pegar-lhe pela mão
E sentá-lo ao meu colo
Para ver televisão.

Luísa Ducla Soares ( poesia recolhida pelo Duarte)





Feliz Natal 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Desenhos

Pintámos desenhos natalícios para decorar a nossa escola. 
Bola de NatalMúsica instrumental: " Natal Africano"

                                    Letra da Canção
                                      Natal Africano

Logo que nasceu 
Jesus acampou 
E à luz das estrelas 
Uma voz soou
Uaaa... Uaaa...

Maria a Senhora 
Logo o embalou  
E à luz das estrelas 
Uma voz soou  
Uaaa... Uaaa...

Logo que nasceu 
Jesus acampou 
E à luz das estrelas 
Uma voz soou
Uaaa... Uaaa... Uaaa.


Pauta Musical


Para te divertires com diversas atividades sobre o Natal, clica aqui:


                     http://escolovar.org/natal_colorir1.htm

Pinheirinhos divertidos




  • Papel musgami de cores: castanho, verde, amarelo, preto e branco.
  • cola de bisnaga
  • tesoura
  • rolo de papel higiénico
  • moldes de pinheiro, estrela e tronco
  • lápis e marcador preto
Colocámos os moldes em cima do papel musgami e contornámos a forma. Recortámos. Enrolámos  e colámos o retângulo castanho à volta do rolo de papel higiénico ( tronco do pinheiro). Colámos o pinheiro ao tronco e a estrela no cimo do pinheiro. Por fim, demos largas à imaginação e  inventámos a cara do nosso divertido pinheiro!

A professora colocou dentro do tronco uma surpresa doce!




quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Atividades Lúdico Expressivas

Eis algumas das atividades desenvolvidas com a professora Patrícia Aurélio nesta Atividade de Enriquecimento Curricular.




sexta-feira, 25 de novembro de 2011

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Histórias de Natal

   Esta semana ouvimos mais uma história de Natal de um conhecido escritor dinamarquês chamado Hans Christian Andersen.  Chamava-se "O pinheiro".
    " A pequena sereia", " O patinho feio"  e  " A pequena vendedora de fósforos" são também algumas histórias deste escritor. 
A história " O Pinheiro" está neste livro

Em grupo, escrevemos o resumo desta história, que foi copiada para o computador Magalhães pelos alunos que não se esqueceram de o trazer na segunda-feira.

Resumo


O pinheiro



     Era uma vez um pinheiro que vivia numa floresta. Ele queria crescer muito e ser grande como as outras árvores.

    No inverno vieram uns homens e cortaram o pinheiro. Levaram-no para um grande salão e enfeitaram-no com guloseimas, maçãs e nozes douradas, e muitas velas. Na noite de Natal, muitas crianças correram até ao pinheiro e abriram os presentes.

    Depois do Natal levaram o pinheiro para o sótão. Lá, encontrou dois ratinhos que lhe fizeram companhia. Mas, um dia uns criados vieram buscá-lo. Ele primeiro ficou feliz por ver o sol, mas depois reparou que os seus ramos estavam murchos.
    Por fim, um menino retirou-lhe a estrela e o pinheiro foi cortado para a lareira.

Desenhos da história


terça-feira, 15 de novembro de 2011

Textos sobre o outono

Eis alguns textos que foram  copiados no nosso Magalhães.


“ É Tempo de outono ”



 É  tempo  de  outono.

 Há  ventos,  há   chuvas.
 Apanham-se as uvas.
 Há peros  e  peras,
 há mangas, romãs,
 castanhas e nozes
 e  muitas  maçãs.
 Pão-por-Deus  se   me  apetecer 
 alguns  destes  frutos   
eu  hei-de  comer. 
 É  tempo  de  outono.  
Eu  faço  um  magusto. 
Estalam   castanhas 
mas    eu   não   me   assusto.

Ariana

Provérbios do outono

Logo que o outono  venha, apanha a lenha.
No outono, o sol   tem sono.
Quem  planta  no  outono, leva um ano de abono.    Duarte


    É outono

    A fada  Adriana levantou-se, esfregou os olhos e foi passear pela floresta.
    Caíam as primeiras chuvas. As árvores vestiam um fato encantador
 com cores diversas: amarelado, acastanhado, avermelhado...Adriana
estava espantada e olhava, olhava...
  Uma perdiz aflita, perseguida pelos caçadores, escondeu-se debaixo
do seu vestido. Um coelho assustado saltou-lhe para o colo. E o ouriço-
-cacheiro, espreguiçando-se, disse-lhe que ia dormir uma longa soneca.
   Adriana começou a sentir frio e regressou a casa.     Bráulio

O  outono  chegou
As  temperaturas     desceram.
O  vento   assobiou.
As  aulas      começaram.
Então   o   Outono  chegou.

 Tiago  Reis






terça-feira, 1 de novembro de 2011

Halloween

Dia 31 de outubro, festejou-se o Dia das bruxas ou Halloween. Ouvimos duas histórias : " A bruxa Mimi" e " A abóbora gigante". Eis os trabalhos que surgiram:

Resumo da história:  "A abóbora gigante"

    Era uma vez uma bruxa que semeou sementes de abóbora no quintal. A abóbora cresceu muito e a bruxa não a conseguia arrancar. Pediu ajuda ao fantasma, ao drácula e à múmia. Ninguém a conseguia arrancar. O morcego disse que se todos juntos ajudassem, era mais fácil.
   Finalmente todos ajudaram e arrancaram a abóbora.  Foram festejar o HALLOWEEN com bolo de abóbora.

Sobre a bruxa Mimi, desenhámos a sua casa colorida de acordo com a descrição da casa.
"Agora em vez de uma casa preta, a Mimi tinha uma casa amarela com telhado encarnado e porta encarnada. As cadeiras eram brancas e encarnadas. A carpete era cor-de-rosa. A cama azul, com lençóis brancos e cor-de-rosa."

Duarte
Ana Catarina
Manuel
Pedro
André
Rodrigo
Bráulio
Maria

Estamos no outono!

Escrevemos pequenos textos e histórias sobre o outono no livro de Estudo do Meio.  Estamos a copiá-las no computador Magalhães. O André já copiou a sua história. A Maria fez um desenho no Paint. Brevemente esperamos publicar muitos mais trabalhos.




Era uma vez uma folha que tinha olhos, boca e era avermelhada. Um dia, começou a chover e a fazer vento. A folhinha ficou muito triste porque sentiu que ia cair da árvore. PUM!  E … caiu. Logo começou a chorar  porque viu que a árvore estava nua.
ANDRÉ


Maria

terça-feira, 18 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Dia Mundial da Alimentação

Na sexta feira comemorámos o Dia da Alimentação no Jardim de Infância dos Montes de Alvor.







domingo, 9 de outubro de 2011

Regresso às aulas



Já iniciámos mais um ano letivo.  Brevemente serão publicadas novidades da nossa escola. 

Até Breve!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

A horta da nossa escola

A Educadora Social  Helena Silva dinamizou o projeto da horta na nossa escola. Com a ajuda de alguns alunos plantaram-se espinafres, alfaces e algumas ervas aromáticas como hortelã e mangerico. É pequenina, mas foi feita com dedicação e carinho  por quem participou neste projeto, inclusive os alunos do Ensino Especial. 


Espinafres


Mangerico
Alfaces

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Festa de Final de Ano Letivo

Dia 22 de junho foi dia de festa na nossa escola. Começámos com um torneio de futebol  entre turmas, seguido de teatro de sombras, canções, danças, entrega dos diplomas dos alunos do 4ºano e por fim, um almoço convívio. Esperamos que todos se tenham divertido.

Chegou a hora de nos despedirmos e desejar a todos umas boas e merecidas férias. Até para o próximo ano letivo! Divirtam-se muito, aproveitem bem o Verão e o bom tempo!
    

Teatro de sombras   " SOLA SAPATO, REI  RAINHA"

 

Canção:"SER AMÁVEL"

 

 Sejam amáveis, pois ser amável é ser feliz como diz a canção!

Resultados do Problema da Quinzena


O Rodrigo que ficou em 1º lugar terá direito a um prémio. Parabéns!
O Manuel e o Duarte, por terem participado sempre têm também direito a um prémio de participação. 

Parabéns também a todos os que participaram, que aprenderam e se divertiram a resolver estes desafios. 

Os prémios serão entregues no dia 4 de julho, dia da entrega dos registos de avaliação. ( entre as 9h e as 13h)